Quem pode se candidatar a receber implantes tipo All-on-Four

Quem pode se candidatar a receber implantes tipo All-on-Four

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no twitter

A saúde dentária é algo essencial para qualquer pessoa, tanto no que diz respeito aos aspectos funcionais quanto estéticos. Quem não quer ter segurança e conforto na hora de mastigar ou falar, por exemplo? E mais, quem não gosta de exibir um sorriso bonito?

Felizmente, a odontologia e a tecnologia vêm evoluindo a cada dia, trazendo soluções cada vez mais eficientes e práticas para quem precisa, de alguma forma, recuperar a qualidade de vida tanto em relação à saúde bucal quanto em outros setores.

E um ótimo exemplo desse avanço é o protocolo All-on-Four — ou All-on-4, como também  é chamado. Siga a leitura e descubra mais sobre essa técnica moderna e segura.

O que é o protocolo All-on-Four e para quem é indicado?

Desenvolvido em Portugal em 2003, pelo Dr Paulo Maló, esse tipo procedimento é minimamente invasivo e funciona com a colocação de uma prótese dentária fixa (usada tanto na arcada inferior quanto na superior) utilizando apenas quatro implantes, esses estrategicamente posicionados (daí o nome “All-on-Four” — em uma tradução literal para o português, o termo significa “Tudo em Quatro”).

E um de seus maiores benefícios é que a técnica dispensa a realização de enxertos ósseos, tornando o procedimento mais rápido, eficaz, econômico e também, favorecendo a recuperação e reabilitação mais aceleradas do paciente.

O protocolo All-on-Four é ideal para quem perdeu todos os dentes ou grande parte deles, especialmente para aqueles pacientes que já possuem algum déficit ósseo — justamente, porque a intenção da técnica é maximizar o aproveitamento do osso para, assim, minimizar a necessidade de enxertos ósseos.

O protocolo pode ajudar bastante quem sofre com as dentaduras, possui dificuldade de adaptação a cada nova prótese ou não apresenta todas as condições necessárias para colocar implantes dentários convencionais. Pacientes com diabetes ou osteoporose, por exemplo, não podem se submeter a tratamentos que necessitem de um enxerto ósseo.

Principais benefícios da técnica All-on-Four

São muitos os benefícios de quem opta pelo implante All-on-Four. Os principais listamos abaixo:

  • Procedimento cirúrgico pouco invasivo — simples e de curta duração (entre uma e duas horas por arcada dentária para que a reabilitação oral seja completa);
  • Não necessidade de enxertos ósseos — como já mencionado, isso permite tratar pacientes com diabetes e osteoporose, bem como, quem possui outras condições de saúde contra indicadas para o uso de enxerto;  
  • Resultados a curto prazo — a prótese fixa pode ser instalada imediatamente — e colocados dentes praticamente iguais à dentição natural; 
  • Recuperação rápida do paciente — em média, 48 horas, prazo que já inclui o retorno ao especialista para a alta odontológica; 
  • Custos reduzidos por conta da diminuição do número de implantes, da não necessidade do enxerto ósseo, da redução do número de cirurgias e do número de consultas pós-operatórias;
  • Maior facilidade para realizar a higienização bucal — ainda que sejam necessários cuidados como a utilização de escovas especiais, enxaguantes bucais, passadores de fio dental e, claro, visitas periódicas ao dentista.

Como é realizado o procedimento All-on-Four

O inicio do processo All-on-Four é feito com fotografias, filmagens e tomografias com simulações em 3D. Desta forma, é possível escanear toda a área da maxila (arcada superior) e da mandíbula (arcada inferior) do paciente e, assim, estabelecer, previamente, onde serão posicionados os quatro implantes dentários.

É por conta da utilização de tomografias computadorizadas que o procedimento se torna menos invasivo e muito mais rápido. As imagens bem definidas dão ao profissional responsável pela técnica a condição de planejar com precisão o local da intervenção — assim como definir aspectos relacionados ao tamanho e a inclinação ideal dos implantes. 

Por fim, o tratamento é executado com incisões pequenas, em um curto espaço de tempo, facilitando todo o pós-operatório do paciente e a sua recuperação.

Vale salientar, entretanto, que para que seja executado o protocolo All-on-Four é fundamental a avaliação e indicação de um profissional capacitado e experiente nesse tipo de implante. Somente ele poderá dizer, de fato, se o paciente está apto para o procedimento e se a técnica é mesmo a mais adequada para o caso em questão – além de realizar o procedimento de modo seguro e eficaz. 

“Se você ficou com alguma dúvida, ou gostaria de saber se o protocolo All-on-Four é a solução ideal para o seu caso, entre em contato com a Maxila Center e agende uma avaliação!”