Carga imediata: recupere seu sorriso em uma só consulta

Carga imediata: recupere seu sorriso em uma só consulta

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no twitter

Quer colocar uma prótese fixa, mas se preocupa com o quanto esse processo pode demorar para ser concluído? Então, leia este artigo e descubra como ter seu sorriso de volta de modo rápido, seguro e eficaz.

Com as técnicas tradicionais de implantes é necessário esperar um tempo para a colocação da prótese definitiva – tempo que varia bastante de acordo com cada caso, mas cuja espera pode ser de 6 (seis) meses.

O que acontece nos procedimentos tradicionais é que, para que as próteses sejam colocadas, é preciso aguardar que o implante cicatrize, devido ao processo que se chama de “osseointegração”  — quando o titânio colocado para suportar a prótese fixa é absorvido pelo corpo, funcionando como uma raiz.

Felizmente, a odontologia moderna já tem solução para isso! Você já ouviu falar dos chamados implantes dentários com carga imediata?

Trata-se de uma técnica em que o paciente, em uma só consulta, recebe a colocação do implante e, também, de uma prótese fixa (se necessário, uma provisória é colocada até ser trocada pela definitiva). Ou seja, ele já sai do consultório do dentista exibindo o seu novo e bonito sorriso.

A carga imediata oferece muitos benefícios, entre eles:

  • A aparência estética do paciente é instantaneamente melhorada (no mesmo dia), contribuindo para a sensação de auto estima e bem estar;
  • As funções de mastigação são recuperadas nos primeiros dias após o processo;
  • Os desconfortos causados pelas próteses removíveis (caso essas estivessem sendo usadas) são resolvidos.

Quem pode usufruir dos implantes dentários com carga imediata?

Para realizar o procedimento o paciente precisa reunir as condições necessárias para o processo. O tipo ósseo, bem como a sua qualidade, por exemplo, é algo que será avaliado. O candidato ao implante com carga imediata ainda precisa ter os ossos com quantidade e densidade ideais para a técnica.

O sucesso do processo também está relacionado à circulação do sangue. Pacientes que já apresentaram problemas com cicatrização, ou que possuem alguma doença que impossibilita a rápida recuperação dos tecidos, não são bons candidatos a tal implante. 

Quadros de osteoporose e bruxismo também são condições que podem atrapalhar o sucesso do procedimento. Todavia, cada caso deve ser avaliado, particularmente, pelo profissional capacitado em questão. E é crucial que todas as orientações dadas por ele sejam seguidas à risca.

Dito isto, vamos conhecer os tipos de implantes com carga imediata! 

Tipos de procedimentos de implantes com carga imediata

Em especial, existem dois tipos de implantes que fazem uso da carga imediata. São eles: o chamado protocolo All-on-Four e o Implante Zigomático.

Protocolo tipo All-on-Four

O protocolo All-on-Four é um procedimento minimamente invasivo, desenvolvido em Portugal, em 2003, que realiza a colocação da prótese dentária fixa (tanto na arcada inferior quanto na superior) utilizando apenas quatro “pilares” de titânio — por isso o nome “All-on-Four” ou, em português, “Tudo em Quatro”.

Os quatro pilares são posicionados na boca de maneira estratégica, o que torna o procedimento mais rápido e eficaz, além de favorecer a recuperação e reabilitação o paciente. 

Vale salientar que esse tipo de implante é bastante indicado para quem perdeu todos os dentes ou grande parte deles e, principalmente, para aqueles pacientes que possuem algum déficit ósseo. Isso porque o All-on-Four maximiza o aproveitamento do osso para, assim, minimizar a necessidade do uso de enxertos ósseos.

Ainda, o procedimento pode ser uma boa alternativa para quem sofre de diabetes ou osteoporose, visto que pacientes com tais condições de saúde não podem submeter-se a tratamentos que necessitem de um enxerto ósseo.  

Implantes Zigomáticos

O implante zigomático, por sua vez, está em uso na odontologia há um pouco mais de tempo que o All-on-Four — desde o final dos anos de 1980. Ele é fixado transversalmente no osso da maçã do rosto, também chamado de osso zigomático (daí o nome).

No procedimento de implante zigomático, podem ser usados dois ou quatro pinos de titânio (mais longos do que os tradicionais) para prestar suporte às pontes dentárias completas.

Esse tipo de implante tem sido usado na reabilitação dentária de pacientes que possuem massa óssea insuficiente — por conta da reabsorção avançada, por exemplo. Doenças periodontais severas e a retirada de tumores são outras situações que ocasionam a perda dessa massa óssea.

Para saber mais sobre esse tipo de implante, leia também: Implante Zigomático é opção para casos de perda óssea

“Se você ficou com alguma dúvida, ou gostaria de saber se pode se candidatar ao implante dentário com carga imediata, entre em contato com a Maxila Center e Agende uma avaliação.”